Casco

O casco é o invólucro exterior de qualquer embarcação, é o que dá a forma ao barco. No caso da baleeira, ele é especialmente sedutor por seu formato arredondado, que além de conferir mais segurança e navegabilidade à embarcação, é mais bonito, na opinião de vários pescadores.

O casco da baleeira é constituído por um conjunto de tábuas curvadas, dispostas em sentido horizontal, umas acima das outras, formando “escamas”. 

Segundo José Olímpio da Silva Júnior, biólogo e estudioso das baleeiras, os cacos com tábuas mais largas são normalmente construídos com araucária, uma madeira mais maleável, que permite maior envergadura. Ela também é mais leve e a preferida por quem deseja velejar. Já as baleeiras com cascos de tábuas mais estreitas são comumente feitas de cedro. 

O técnico em construção naval Luciano Luiz Dias revela que, nos Açores e também em Florianópolis, as baleeiras construídas para caça da baleia tinham um casco ainda mais especial, liso. Nesse caso, as tábuas se encostavam perfeitamente, sem deixar um “degrau” entre uma e outra. Assim, a navegação era mais silenciosa e permitia uma aproximação furtiva sobre a baleia. As baleeiras que conhecemos hoje, com cascos “trincados”, ou seja, cujas táboas se sobrepõem umas às outras, eram mais fáceis de construir e usadas para carga ou pesca artesanal. 



Copy link
Powered by Social Snap